06/02/2017

O triste beija-flor preto













Num dia frio e chuvoso,
pousado sob o úmido fio do poste,
o pequeno beijo-flor preto,
pia insistente e longamente,
clamando por alguém de sua família.

Olha para um lado,
olha para o outro,
totalmente assustado.

Seu triste e preocupado semblante,
demonstra sua dor.

Determinado e esperançoso,
voa em busca de seu ninho,
escondido em alguma longínqua árvore,
perdida por entre os prédios,
e as casas do bairro.

Em seu coraçãozinho sabe,
que irá reencontrar,
o calor e o abraço,


de seu amado lar.


Elza Ghetti Zerbatto

imagem: http://www.flickr.com

2 comentários:

  1. Oi linda amiga kunti.
    Tantas saudades destes momentos poéticos.
    Lindo poema, tens poesia nas veias 😍
    Bom vir aqui.

    Beijinhis😘

    ResponderExcluir
  2. Que amor,Kunti e que bom que ele deve já estar acolhido por lá! bjs, chica. lindo fds!

    ResponderExcluir


Comentários edificantes são sempre bem-vindos!
Comente, deixe seu link, me siga e retribuirei sua gentileza.
Obrigado a todos.

Besourão pretão

Zum zum zão, besourão pretão. Zum zum zão, besourão pretão. Voou pelas plantas. Os insetos saíram correndo, com medão do bic...