18/05/2016

Paranapiacaba, uma cidade repleta de histórias e mistérios


Bom dia amigos!

Neste fim de semana que passou houve em Paranapiacaba, um dos seus principais eventos, a 13ª Convenção de Bruxos e Magos.














 
Bem movimentado, com várias pessoas conhecidas nesse segmento, aconteceram apresentações de danças ciganas, xamânicas, consultas e atendimentos esotéricos, rituais Wicca e um clima de total confraternização.
O pessoal do movimento Hare-Krishna também esteve presente emanando energia de alegria a todos.













Tudo num lindo dia ensolarado, o que é novidade pois a cidade, está sempre repleta de neblina e é uma das mais frias do estado de São Paulo, chegando a temperaturas equivalentes à cidades do Rio Grande do Sul.

 



Logo que chegamos á parte alta ventava muito....como mostram meus cabelos na foto,rs.
Paranapiacaba significa em tupi cidade de onde se avista o mar.
A parte alta da cidade tem influência portuguesa, e onde estão os trilhos de trem, há  predominância de casas em estilo inglês.
Cercada pela Serra do Mar, é muito procurada por quem gosta de fazer trilhas e passeios voltados á conscientização ambiental, com direito à muita mata e nascente de rios.
 Fotos da parte alta da cidade:






        Igreja Nosso Senhor Bom Jesus de Paranapiacaba





















Todo ano acontece geralmente no mês de abril, o festival do cambuci fruta característica de lá.
Eu e o maridão experimentamos o sorvete e amamos!
Um gostinho azedinho e ao mesmo tempo o ardido do hortelã.




  
Em julho ocorre o Festival de Inverno de Música de Paranapiacaba.
Há pousadas  no estilo inglês com preços bem acessíveis para quem quiser se hospedar.
Porém o que chama muito atenção desta cidade, são as lendas contadas pelos antigos moradores como a do balanço.
De acordo com eles, esse balanço se movimenta muito mesmo quando não há qualquer tipo de vento, e dizem que aparece a imagem de uma criança se balançando nele.
O assunto de mistério e paranormalidade é levado tão sério, que neste evento houve até  uma dupla de caça-fantasmas brasileiros, com todos seus equipamentos, que saiu com outras pessoas para investigar pessoalmente os locais mais falados.
Constantemente há pessoas estudando e pesquisando as lendas locais.
Como todo evento há também uma feirinha de artesanato, resolvi me dar de presente um par de maxi- brincos, feitos em alumínio pelo simpático casal de artesãos Nina e Samuel, que nos presenteou com um chaveirinho com as iniciais de meu nome e do maridão.













Uma  maria-fumaça que foi reformada entre outros tantos trens que estão desativados.






















Infelizmente algumas atrações estavam fechadas e não pudemos visitar.
Uma cidade bastante gostosa e interessante mas, que precisa ser mais enxergada pelo governo de Santo André e federal.
Muito de seus trens que são relíquias de sua história, e de importância cultural, estão simplesmente se deteriorando.

Elza Ghetti Zerbatto


Cambuci: site flicker







3 comentários:

  1. Um excelente passeio, encontro, pra renovar energias e aprender sempre pelo Brasil

    ResponderExcluir
  2. Que lindo lugar e o evento deve ter sido bem interessante. O fruto nunca experimentei nem vi! Lindas fotos! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Amei as fotos e tudo que contou.Me senti la.Lindos brincos.Um mimo o chaveirinho...q carinho!Bjs

    ResponderExcluir


Comentários edificantes são sempre bem-vindos!
Comente, deixe seu link, me siga e retribuirei sua gentileza.
Obrigado a todos.

Revoada de andorinhas

Uma revoada de andorinhas, pelo céu branco a movimentar. Subindo e descendo felizes, fazendo círculos no ar. Um belíss...