18/04/2016

Um poema para a borboleta branquinha










A pequena borboleta branquinha,
está no telhado alegremente a voar.
Sente que há gente por perto.

Esconde-se na unha-de-gato,
muito desconfiada e envergonhada.

Que pena que não entendeu!

Era tão somente um admirador seu,
a te observar para um modesto poema,
poder com carinho te dedicar.


Elza Ghetti Zerbatto


imagem: www.baixaki.com.br

2 comentários:

  1. Lindo poema e ela merece, tão linda é, bem branquinha! bjs, chica, ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. E elas nos inspiram memso, são lindas. No quintal aqui em casa aparecem muitas, na praça umas amareladas vivem a bailar, tô sempre de olho. Bjs
    Linda inspiração

    Tem novidades no blog

    ResponderExcluir


Comentários edificantes são sempre bem-vindos!
Comente, deixe seu link, me siga e retribuirei sua gentileza.
Obrigado a todos.

4° Festival de contos do Rio de Janeiro

Bom dia! Passando para compartilhar mais um importante evento promovido pela Literarte, a editora que abriu-me as...