31/05/2016

O galo dorminhoco







O galo friorento e preguiçoso não quer cantar.
Está dormindo gostoso com seu pijama branco,
de bolinhas vermelhas,
pantufa de pintinhos.
Não pensa nem sequer em sair do lugar.

Está chovendo forte,
o frio vai chegar.
Brrr, brr!
- Que cantar que nada! - pensa ele.
- Só mais tarde meu povo.
- Eu preciso descansar.
Encolhido no cantinho do galinheiro,
com as asas bem fechadinhas,
curtir um soninho é sempre bom.
É a melhor parte de sua vidinha.

O sol hoje nem vai sair.
A chuva tomou conta de tudo.
- Quietinho vou ficar. - pensou ele.
- Mas não pensem que estou mudo.

- Só mais um pouquinho.
- Após as 6 eu canto!
- Agora vou relaxar só mais um tiquinho,
sempre é bom um belo soninho.

Elza Ghetti Zerbatto

imagem: www.baixaki.com.br

2 comentários:

  1. Até ele gostou de poder ficar mais um pouquinho! Linda! Adorei! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Muito legal vir aqui sempre te ler e se surpreender. Bom dia abençoado. Um novo mês se incia que seja cheio de sucesso. Tem novidades no Poesia

    ResponderExcluir


Comentários edificantes são sempre bem-vindos!
Comente, deixe seu link, me siga e retribuirei sua gentileza.
Obrigado a todos.

Tímida lua cheia

Tímida lua cheia, brilha fortemente no céu. Porém ao se olhá-la se esconde, em pequenas nuvens, que a encobrem secreta...