22/04/2015

Terra divina (homenagem ao dia da Terra)










Irmã, amiga, amada,
fonte da morte, da vida,
és abençoada!

Dependente de sua dádivas,
as quais nos oferta com tanta bondade,
mereces não somente um dia,
apenas para seres homenageada,
mas toda a eternidade,
para seres lembrada,
respeitada e valorizada.

Cabe a cada um de nós fazê-lo,
cuidar de ti com muito zelo.

Oh, Terra divina,
por muitas vezes triste é a sua sina.

Destroem teu chão,
exterminam seus animais,
acabam com as florestas,
poluem teus rios, mares, lagos,
entretanto mesmo assim,
em toda tua força e nobreza,
continua alimentando e abençoando a todos,
em seu ato de generosidade,
ofertando o melhor de ti,
além de sua eterna beleza!

Nossa casa sideral,
nosso momentâneo lar,
lindo planeta azul,
teu encanto é sem igual!

Que todos seus moradores,
abram a cada dia mais a consciência,
e tornem-se de ti guardiões-protetores,
retribuindo o que nos doa em sua  benevolência.

Que possamos nos unir,
pela tua paz e harmonia,
fazendo de ti ó Terra,
um planeta onde haja mais amor e alegria!



Elza Ghetti Zerbatto


texto publicado em 22/04/2013 no Recanto das Letras


imagem: www.baixaki.com.br

15/04/2015

As flores do boldo-do-Chile






Enfileiradas flores roxinhas,
alinhadas num delicado hoste,
contrastando com as verdes folhinhas.

São elas as belas meninas,
que crescem alegremente,
indo para o alto e chamando,
abelhas, joaninhas, borboletas,
para provar de seu sabor.

Quem diria que o amargor,
do poderoso boldo-do-Chile,
pudesse produzir,
tão mimosas flores!


Elza Ghetti Zerbatto

Texto publicado em 27/12/2014 no Recanto das letras

Imagem: www.flickr.com

Autora: Elaine Bello

06/04/2015

O amigo besourinho









Na folhinha da tritônia,
lá vai ele escalar.
Sobe lentamente,
e depois desce vagarosamente.

Será que o amigo besourinho,
está faminto?
Ou apenas tentando,
da chuva se proteger?

Um simpático menininho,
que no vasinho veio aparecer.
De vez em quando ele  some,
e depois volta,
com sua singela visita,
deixa sua passagem registrada,
sabe se quando retornará novamente,
para deixar a menina encantada.


Elza Ghetti Zerbatto

texto publicado em 10/11/2014 no Recanto das Letras


imagem: www.torange-pt.com

O que há no olhar de um cão?

  O que há no olhar de um cão que tanto encanta? emoção, profundidade, verdade, amizade, devoção, alegria, pureza. Olhar...